Skip to main content

Asilo São Vicente de Paulo: Centenário de amor e solidariedade

Ontem, domingo, 20, o Asilo São Vicente de Paulo comemorou 103 anos. Para marcar a data uma grande festa foi programada, com objetivo de promover a integração entre a comunidade e os velhinhos.

Mesmo com uma equipe de profissionais no quadro de funcionários, o asilo sempre recebe a ajuda de voluntários

O Asilo São Vicente de Paulo foi fundado em 1904 pelos irmãos vicentinos, sociedade originária da França seguidora do catolicismo, que tem como objetivo a solidariedade e amor ao próximo.

Atualmente com 94 internos, sendo 50 homens e 44 mulheres, e uma estrutura física bem cuidada, o Asilo São Vicente, também chamado de Lar Bethânia, é um dos principais abrigos para os idosos e a mais antiga instituição filantrópica da região.

Segundo o supervisor de telemarketing, Waldemar Alves Ribeiro o asilo se mantém com recursos financeiros do governo federal repassados através da prefeitura, no valor de R$ 5.173,43.

A maior parte dos recursos para manutenção do asilo vem de doações da comunidade. A média é de R$ 15.000 mensais. Além disso, o asilo também recebe da prefeitura assistência médica e hospitalar para os velhinhos, explica o supervisor.

Segundo Waldemar, uma equipe de 44 funcionários, entre enfermeiros, médicos, cozinheiras, assistentes sociais, pessoal de serviços gerais, fisioterapeutas, entre outros ajudam na assistência aos velhinhos e a manter o asilo funcionando. “Também recebemos muitos voluntários que sempre contribuem”, completa.

Waldemar diz que mesmo com a idade avançada e de muitos estarem acamados, os internos têm sempre à disposição diversas atividades como terapia ocupacional, artesanato, hidroginástica, aulas de dança, geralmente mantidas por voluntários.

Apesar da ajuda que o asilo recebe, Waldemar diz que existe uma necessidade emergencial de fralda geriátrica e alimentos como café e açúcar. “Os recursos financeiros nem sempre são suficientes para manutenção das despesas que são muitas. Mesmo recebendo constantes doações da comunidade, o que muito contribui para que os internos tenham uma qualidade de vida satisfatória, alimentos e fraldas geriátricas são sempre necessários”, completa.

A FESTA

Waldemar diz que todos estavam animados com a possibilidade de um final de semana diferente, em contato com a comunidade.

Além de ser um momento festivo, também é um momento de solidariedade, pois a promoção vai ajudar a angariar recursos para o abrigo. Estamos vivendo uma época em que todos estão correndo, buscando alcançar seus próprios objetivos. Tirar um dia para visitar os velhinhos, passar a tarde com eles será, acima de tudo, um gesto de amor, salienta.

A programação, que aconteceu na tarde de domingo, incluiu concentração na Praça Pio XII (Praça da Catedral) para carreata, que sai da Praça em direção ao asilo São Vicente de Paulo; assembléia no asilo com as Conferências Vicentinas; missa de ação de graças pelos 103 anos do Asilo e da Conferência de Nossa Senhora da Conceição e São José; confraternização e visita aos idosos; e forró para os idosos e visitantes.

Fonte: O Norte.