Skip to main content

Asilo São Vicente recebe presente no aniversário de Montes Claros

Nas comemorações dos 154 anos de Montes Claros, quem recebe um presente especial é o Asilo São Vicente de Paulo – Lar Betânia, que nesta semana ganhou uma nova fachada com um grande coração, representando amor e solidariedade da sociedade montes-clarense. Na oportunidade foi entregue também aos idosos a reforma em todos os pavilhões com colocação de 960 metros de cerâmica e nova pintura, dando assim uma roupagem nova a esta instituição, com a presença do Rotary Leste que teve participação decisiva nas reformas.

A solenidade contou com a presença do Arcebispo Metropolitano Dom Alberto Moura, Padre Marcos e Diáconos, onde foi celebrada missa solene presidida pelo Arcebispo. A celebração religiosa contou com participação de várias autoridades políticas, funcionários e idosos assistidos por esta entidade.

O Gestor Administrativo e Financeiro do asilo, Edmilsom Magalhães revela que a missa caracterizou também ação de graças por todos os colaboradores e doadores da instituição. Em sua fala o Arcebispo Dom. Alberto referiu à importância da caridade e da partilha e disse que tudo que é conquistado pelo ser humano é fruto do amor de Deus.

“Devemos abrir também nossos corações para ajudar os mais necessitados, o coração simboliza o amor dos idosos para todo aquele que direta ou indiretamente contribuem com a instituição”, relata. O líder religioso destacou também a dedicação da diretoria na pessoa do seu presidente Joaquim Cândido.

Projeto

Edmilson Magalhães revela que foi lançado na oportunidade projeto que ele avalia dos mais importantes que trata da construção de um novo pavilhão. “O Lar Betânia abriga 106 idosos e com uma demanda de espera de mais de 100 pessoas. Para que possamos acolher os mais necessitados, precisamos continuar contado com o apoio e a solidariedade de toda a sociedade montes-clarense.”

Dificuldades

Edmilson Magalhães também falou sobre as dificuldades vivenciadas por alguns funcionários e visitantes do asilo, que, há cerca de um ano não conta mais com o lotação da linha 1702, que fazia trajeto até esta instituição. Lembra que o ônibus atendia os vicentinos que ajudam sobremaneira os idosos. Afirma ainda que com a ausência da linha de ônibus, muitos dos idosos não têm recebido visitas, o que os tem prejudicado no aspecto emocional.

“Já fizemos várias solicitações junto à MCtrans para que esta linha volte a passar pelo asilo, mas o problema ainda não foi solucionado. Com isto, um grande número de pessoas que frequenta com certa assiduidade o asilo está prejudicada como, por exemplo, as mais de 80 conferências que têm um universo considerável de pessoas que ajudam o asilo e que dependem do transporte coletivo urbano”, frisa.

Ainda em relação à linha 1702, Edmilson Magalhães observa que não apenas os funcionários e quem visita o asilo estão prejudicados, mas também operários de duas fábricas de sandálias e colchões localizadas próximas ao asilo. Destaca também o atendimento de qualidade recebido pelos idosos por meio de atendimento odontológico e ainda área de fisioterapia.

Edimilson Magalhães agradeceu ainda impressa falada, escrita, televisada, poder judiciário e promotoria Pública na pessoa do Dr. Paulo Vinicius e Dr. Felipe Caires pelo incentivo e apoio incondicional ao asilo.

A solenidade foi finalizada com bênçãos à instituição e a nova fachada do asilo pelo arcebispo Dom José Alberto Moura.

Quem quiser ajudar, pode depositar sua contribuição no Banco do Brasil, agência 0104-X, conta corrente 4540-3 ou por meio do telemarketing. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (38) 3221-3070.

Fonte: Jornal O Norte


Veja mais fotos do evento