Skip to main content

Solidariedade para a melhor idade

O Lar Betânia prepara mais uma importante obra em sua sede. Trata-se do novo pavilhão do asilo, uma obra de 446 m2 e que irá abrigar mais 40 idosos. Assinada pelo engenheiro Domingos Ozane, o local terá 10 quartos – todos adaptados e com banheiros individuais -, um amplo refeitório e uma área aberta de 120 metros. O novo pavilhão está previsto para ser inaugurado em maio de 2012, mas tudo isto só está sendo possível em função do apoio recebido de empresários, doadores do telemarketing, Poder Judiciário, Ministério Público, comunidade e outras instituições.

O gerente administrativo-financeiro da instituição, Edmilson Magalhães, destaca a importância desta obra ao afirmar que esta propiciará mais conforto aos idosos que vivem no local, além criar condições para receber um número maior de idosos. Segundo ele, o asilo atualmente atende 106 idosos sendo que, recentemente recebeu outros oito de uma instituição que foi interditada pela Promotoria e pelo Conselho do Idoso.

“Com a construção deste novo pavilhão teremos condições de melhorar ainda mais o atendimento à comunidade. As obras estão em andamento e acredito que 70% já estão prontas, restando apenas o reboco, a cobertura e as partes elétrica e hidráulica”, completa.

Outros benefícios conquistados para os moradores do asilo que diz respeito à chegada e instalação, brevemente, de todo o material de aquecimento de energia solar e ainda, uma ambulância novinha, que permitirá o transporte mais ágil e eficaz dos assistidos pelo Asilo Lar Betânia.

“Graças ao trabalho da direção, de voluntários e o apoio dos nossos colaboradores, empresários, e outra entidades como, Poder Judiciário e Ministério Público, o asilo tem se tornado referência não somente em Montes Claros e região, mas no estado e no Brasil com um todo. Isto só faz aumentar a nossa responsabilidade de continuar a conduzir os trabalhos com responsabilidade e transparência”, frisa.

Para o diretor administrativo, é importante mostrar que mesmo com a ausência de qualquer tipo de ajuda por parte do poder público municipal, o Lar Betânia continua oferecendo qualidade no atendimento, pois conta com parcerias importantes, como em relação ao atendimento médico. Além disso, a instituição tem conseguido angariar recursos, oriundos da própria entidade. Ele frisa que o apoio do poder municipal ia garantir ainda mais qualidade de vida para os idosos, mas que até o momento, não existe a ajuda e nem perspectiva para tal.

Presidente do Asilo São Vicente de Paulo – Lar Betânia, Joaquim Cândido, também enfatizou a importância da obra para que a entidade possa oferecer ainda mais qualidade de vida aos seus moradores.

Moradores

Atualmente moram no Asilo 39 idosos acamados permanentes, que fazem o uso das fraldas geriátricas e ainda, mais outros 40 que também usam, embora não estejam acamados. No período comum, a média é de 120 fraldas. Quando esfria muito, o consumo aumenta significativamente para aproximadamente 160 fraldas por dia. Média de 4.200 fraldas por mês

O Asilo São Vicente tem 47 mulheres e 46 homens, com média de idade de 80 anos.

Interessados em contribuir com o asilo podem entrar em contato por meio do telemarketing, pelo telefone (38) 3221-3070

História

O Asilo São Vicente de Paulo chegou a Montes Claros no dia 15 de maio de 1904 – há 106 anos – pelas mãos do Bispo Coadjutor de Diamantina, Dom Joaquim Silvério de Souza.

Começava assim, seis anos antes de ser criada a Diocese de Montes Claros, uma história de solidariedade e amor escrita nos moldes do Asilo São Vicente de Paulo – Lar Betânia, pertencente à Conferência São Camilo de Lélis, a primeira das muitas sob a coordenação do Conselho Metropolitano de Montes Claros, que abrange o Norte de Minas e Sul da Bahia.

É uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, ligada à igreja católica, tendo como principal ponto de critério para acolhimento dos idosos a vulnerabilidade social e abandono.

Fonte: Jornal O Norte