Skip to main content

Sonho realizado

Lar Betânia inaugura novo pavilhão e amplia atendimento aos idosos

O mês de junho é tradicionalmente uma época de festa e alegria, com a comemoração de santos e festas tradicionais na região. Em Montes Claros o Asilo São Vicente de Paulo – Lar Betânia, teve motivos a mais para celebrar o mês, a inauguração do novo pavilhão.

A solenidade ocorreu no dia 08 de junho, com a presença e benção do local ministrada por Dom José Alberto Moura, DD. Arcebispo Metropolitano de Montes Claros e Presidente da Regional Leste II da CNBB. O dia foi de grandes comemorações por mais um sonho conquistado. Foi uma vitória da honestidade e do compromisso da administração e da generosidade montes-clarense, comenta o presidente do Lar Betânia, Joaquim Cândido da Silva.

Corta meu coração ver idosos necessitadas a quem os devo gratidão e, quando procurado, não ter como atendê-los. Alguns vivendo debaixo de árvores, outros debaixo das pontes ou nas calçadas, sem alimentação e desprezados, como se fossem farrapos humanos que só o lixo aceita.

O presidente da instituição comenta que os sofrimentos estampados nos rostos dos irmãos da 3ª idade, filhos prediletos de Deus impôs, a ele, o desafio de ampliar a instituição. “Resgatar suas dignidades é urgente e necessário”. Decidiu edificar um pavilhão para acolher até 40 idosos.

Para a construção do novo pavilhão, o Lar Betânia através do seu telemarketing fez uma grande campanha que durou cerca de oito meses (entre o lançamento e o término da edificação). A nova área foi construída graças à ajuda da sociedade, dos parceiros, benfeitores e colaborados.

Graças ao bom Deus, com ajuda de todos, em tempo recorde construímos e mobiliamos o pavilhão anunciado. Oito meses depois do lançamento, frente aos senhores, entrego aos idosos um abrigo seguro, com assistência e atendimento de qualidade em diversas áreas, finaliza Joaquim Cândido.

Expandindo solidariedade

Atualmente o Lar Betânia conta com 109 asilados, que recebem atenção integral de uma equipe multidisciplinar, contando com geriatra, clínico geral, fisioterapeutas, enfermeiro, nutricionista, dentista, terapeuta ocupacional, assistente social e educadora física entre outros profissionais da saúde e setor administrativo. Com a inauguração, o Lar disponibiliza cinco pavilhões, sendo dois para homens acamados, cadeirantes e não dependentes; outros dois blocos para as mulheres nas mesmas situações das citadas acima e o novo pavilhão, construído com foco de atendimento aos idosos com Mal de Alzheimer, síndrome que já afeta 20% dos assistidos.