Skip to main content

Audiência Pública discute a violência contra os idosos em Montes Claros

A Coordenadoria do Idoso da Secretaria de Desenvolvimento Social e o Conselho Municipal do Idoso de Montes Claros promoveram, na manhã desta quarta-feira, 12, na Câmara de Vereadores, audiência pública para discutir o tema da violência contra a pessoa idosa no município. Participaram do encontro Raquel Muniz, chefe de gabinete do prefeito de Montes Claros, Franklin de Paula Silveira, secretário municipal de Desenvolvimento Social, vereadores, médicos geriatras, representantes do Asilo São Vicente de Paulo – Lar Betânia, entre outras autoridades e pessoas ligadas ao tema. O plenário da Câmara ficou lotado de idosos, integrantes de grupos da terceira idade, que puderam fazer perguntas e tirar dúvidas durante a reunião.

De acordo com a coordenadora da Coordenadoria do Idoso, Cibely Freire Diniz, o objetivo da audiência foi chamar a atenção para o problema, além de divulgar a rede socioassistencial que atende ao público idoso no município. Também durante o encontro foram divulgados os números da violência contra os idosos em Montes Claros, de acordo com os dados do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social). Entre janeiro de 2012 e maio deste ano, o órgão recebeu 537 denúncias de maus-tratos contra idosos na cidade. Só no ano passado, foram 438 denúncias.

A defensora pública Maurina Fonseca Mota de Matos participou do encontro. Ela destacou que a defesa dos direitos da pessoa idosa é responsabilidade de todos. “A obrigação de dar assistência ao idoso começa na família, e depois é da comunidade, da sociedade e do poder público. A família tem que estar preparada e aberta para acolher o idoso, para evitar qualquer tipo de violência. O Estatuto (do Idoso) garantiu várias medidas de proteção, mas para fazer valer as garantias toda a sociedade tem que estar informada e consciente dessas garantias, para que elas possam ser concretizadas”, afirmou.

Fonte: Ascom | Prefeitura de Montes Claros