Skip to main content

Lar Betânia completa 110 anos de atuação em Montes Claros

Atuando em Montes Claros desde 1904, o Lar Betânia atende, atualmente, 105 idosos, sendo 63 homens e 42 mulheres. A instituição possui uma boa infraestrutura para possibilitar que os internos tenham todo o atendimento com melhor qualidade possível, e conta com um gabinete odontológico, consultório médico, sala de enfermagem, de terapia ocupacional, salão de fisioterapia, lavanderia, cozinha industrial, minipadaria, quiosques, capela, área de lazer coberta.

A grande maioria dos idosos são internados pela família, ou por pedido dos próprios internos. É o caso de Dona Terezinha de Jesus Fonseca, de 82 anos. Ela é cadeirante, sempre foi muito independente e quando viu que estava dando muito trabalho para a família pediu para ser internada no LAR, e não sente vontade de ir embora, convive muito bem com os outros internos e funcionários.

Dona Terezinha nunca foi casada, tem 10 filhos de criação, recebe visitas frequentemente, inclusive familiares que vêm do Estado do Paraná uma vez por ano visitá-la.

O supervisor do Lar, Ênio Pereira de Sousa, explica que para ser internado o idoso tem que ter acima de 60 anos; a família deve preencher uma ficha de sindicância e aguardar uma visita dele juntamente com uma assistente social para saber das condições do idoso e se este quer ser internado. Caso o idoso não tenha interesse de ir para o lar, a ficha é imediatamente recusada, pois a internação não é feita sem o consentimento da pessoa. Atualmente, o lar recebe de três a quatro pedidos de internação todos os dias, e existe uma fila de espera com mais de 50 nomes esperando a análise, a capacidade máxima abrigar os internos é de 150 pessoas.

O Lar oferece diversas atividades, e tratamentos para os internos são realizadas missas todas as quintas-feiras, terapia ocupacional nas segundas, quartas e sextas, fisioterapia todos os dias, e toda ultima sexta-feira de cada mês é feita uma festa para os aniversariantes.

De acordo com Ênio, cerca de 40% dos internos tomam remédios antidepressivos, e apenas três dos 109 não fazem uso de medicamentos regulamente. Dos 100 tipos de remédios que são utilizados apenas 35 são fornecidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde), o restante é comprado ou doado pela comunidade. O Lar se mantém através de doações e, caso os idosos recebam aposentadoria, esse valor é repassado para a instituição para ajudar nas despesas.

O Lar Betânia recebe doações de alimentos, roupas, remédios. O interessado em ajudar pode entrar em contato pelo telefone 3221-3070, caso haja necessidade a própria instituição manda um veículo buscar a doação. Pode também depositar sua contribuição no Banco do Brasil, agência 0104-X, Conta Corrente 4540-3, em nome do Asilo São Vicente de Paulo.

Fonte: Gazeta Norte Mineira