Skip to main content

“Cuidadores de idosos precisam ter preparo especializado”, alerta vereador

Tem crescido de maneira acentuada o número de casos de agressão, sofrida pelas pessoas idosas e causada por profissionais que deveriam dar toda assistência e cuidar da sua integridade física e psicológica. Não são raros os casos nos quais os idosos sofrem maus tratos, por parte de pessoas que são contratadas para fazer exatamente o contrário, pois deveriam cuidar para que tomem os remédios e as refeições na hora certa. Muitas famílias que deixam os seus idosos por conta de pessoas contratadas percebem, em pouco tempo, que eles aparecem com hematomas, ficam tristes, sendo que a grande maioria desses idosos sofre de algum tipo de doença, que os impede de denunciar os maus tratos.

Essa denúncia partiu do vereador Raimundo do INSS (PDT), que disse, ainda, que esses tipos de agressões físicas e psicológicas vêm aumentando muito, sendo poucos os casos que chegam a público ou à polícia, e nem mesmo os familiares tomam conhecimento de que a maior parte dessas agressões acontece dentro da própria casa do idoso. Nos casos registrados pela polícia, somente foram apanhados os agressores mediante a colocação de câmeras escondidas, que flagraram os maus tratos e a violência desmedida, cometida por pessoas que deveriam dar assistência para se ter uma melhor qualidade de vida.

Raimundo disse que já existem cursos que preparam os cuidadores de idosos, e que são para todas as pessoas, que devem se preparar melhor, já que os idosos requerem cuidados especiais, principalmente quando estão doentes e impossibilitados de comunicar com facilidade.

Segundo o parlamentar, a família contratante deve buscar todas as informações necessárias da pessoa que vai cuidar do idoso, e procurar se informar se ela tem alguma qualificação profissional para fazer esse tipo de serviço: “nós temos o curso para cuidar de idosos e é lamentável que pessoas maltratem duramente as pessoas que elas são contratadas para cuidar. As famílias precisam ser criteriosas, pois uma pessoa idosa e doente requer até mais cuidado do que uma criança, pois ela fica completamente dependente, e a maioria não consegue se comunicar, o que torna a situação mais difícil. O Conselho do Idoso está de olho bem aberto e quaisquer maus tratos sofridos pelas pessoas da melhor idade, tem que ser comunicado e logo a polícia será acionada. Existem leis que protegem a pessoa da terceira idade e não podemos aceitar as agressões, que muitas vezes são praticadas por pessoas do próprio lar.” Finalizou. (Foto: Ascom/Câmara)

Fonte: Gazeta Norte Mineira